Área Cultural Área Técnica

 Ciência e Tecnologia  -  Colunistas  -  Cultura e Lazer
 
Educação  -  Esportes  -  Geografia  -  Serviços ao Usuário

 Aviação Comercial  -  Chat  -  Downloads  -  Economia
 
Medicina e Saúde  -  Mulher  -  Política  -  Reportagens

Página Principal

E D U C A Ç Ã O

 

Ensino (Guia das profissões) ==> CLIQUE AQUI

Relação das universidades e faculdades brasileiras ==> CLIQUE AQUI

Seres vivos (Reportagem completa) ==> CLIQUE AQUI

Geografia Geral (O Brasil e o mundo) ==> CLIQUE AQUI

História do Brasil ==> CLIQUE AQUI
BRASIL COLÔNIA, PERÍODO IMPERIAL, BRASIL REPÚBLICA, GOVERNOS MILITARES...

História Geral ==> CLIQUE AQUI
PRIMEIRA E SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, REVOLUÇÕES INDUSTRIAL, FRANCESA E RUSSA, GUERRA FRIA...


Vá mais rapidamente ao assunto de seu interesse, clicando no link abaixo:

Bolsa de estudos-convênios   -   Universidade Virtual   -   Financiamento estudantil-FIES   -   Tabela periódica (Química)
Bolsa de mestrado/doutorado  
  Legislação da pós-graduação   -   Validade de diploma   -   Faculdades nota "A" 
 Graduação a distância

Ligação direta com o Ministério da Educação (MEC) ==> Clique aqui

Links:

www.biotemas.com.br - Temas de biologia em geral, separados por genética, zoologia, citologia, ecologia, evolução e botânica. Possui ainda um glossário completo. Em português.

www.gev.com.br - Site de pesquisas de cursos online por palavra-chave ou categoria. Você pode encontrar especializações em medicina, pós-graduação na área de moda, etc. Em português.

www.vademecum.com.br/sapiens - Site de estudos sobre os superdotados, com muitas informações e ainda com um teste de Q.I. para crianças e jovens de 7 a 21 anos. (Português).

- Dicas e Notícias -

            (*) Se você deseja saber se o curso que pretende fazer está reconhecido pelo MEC ou qualquer outra informação sobre faculdades, universidades e seus cursos, basta enviar um e-mail ou telefonar para o Conselho Nacional de Educação - CNE: E-mail: CNE - cne@mec.gov.br ou MEC - cgsi@mec.gov.br  - Telefones: (0xx-61-3443.8099 ou 3242-0340).

             (**) Outra opção importante é o site do INEP - também do MEC - www.educacaosuperior.inep.gov.br


Bolsas de Estudos:
convênios

Ensino Superior - Provão:

          O Exame nacional de Cursos (Provão) avalia anualmente instituições do ensino superior e seus respectivos formandos. Os alunos que estão concluindo a graduação fazem o exame em caráter obrigatório, sob pena de não obter o registro do diploma. O resultado entretanto, não causa reprovação, servindo apenas de subsídio para avaliação dos cursos.

         
O impacto do Provão é notado sobretudo na busca de qualidade pelas instituições privadas de ensino superior. Atualmente essas escolas tem de cumprir a exigência da LDB de manter em seus quadros pelo menos 1/3 de professores com títulos de mestre e de doutor.

          Cursos que tenham rendimento D ou E, são reavaliados. Em 1999, 101 cursos de administração, direito e engenharia civil, foram submetidos a processo de renovação do reconhecimento (reavaliação) pelo MEC.

          Dois tiveram seus registros suspensos e recomendados o fechamento ao Conselho Nacional de Educação (CNE): Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de janeiro (curso de direito) e a Faculdade de Direito de Sete Lagoas (Sete Lagoas, MG).


          Assim, avalie bem aonde irá estudar. Você pode e deve se orientar pelo MEC. Consulte as avaliações das respectivas faculdades e cursos escolhidos para evitar aborrecimentos futuros pela graduação em cursos não reconhecidos.

Educação a distância
como funciona:

          A educação a distância, confere diploma de conclusão do ensino fundamental para jovens e adultos do ensino médio, da educação profissional e da graduação. Os cursos de pós-graduação a distância ainda estão em fase de regulamentação pela "CAPES" e atualmente são ministrados apenas como cursos livres.

          A Secretaria de
Educação a Distância (SEED), criada em 1995 pelo MEC, é o órgão responsável pelo Programa Nacional de Educação à Distância. Para mais detalhes entre em contato com o MEC (link abaixo, ou pessoalmente).

Ministério da Educação e Cultura


Adote um aluno.

Veja os benefícios que você
ou sua empresa podem ter
com essa iniciativa.

Contate o MEC e a Receita Federal.


         
Em 1999, o MEC atendeu a cerca de 61,5% dos pedidos de financiamento pelo FIES. Em 2000 já eram 110 mil os universitários atendidos. Para maiores detalhes contate o MEC (link acima).

Universidade virtual:

          A Rede Universitária Virtual Pública do Brasil (UniRede) foi lançada em agosto de 2000, por um consórcio de 62 instituições de ensino superior. Ela oferece cursos de nível superior por meio da internet. O consórcio pretende treinar inicialmente 700 professores das instituições associadas para capacitá-los para ser responsáveis pelos futuros cursos de licenciatura da Universidade Virtual.

          O maior objetivo é formar cerca de 600 docentes dos ensinos fundamental e médio que não tem diploma de nível superior. A UnB Virtual (Brasília), já conta com sete cursos de extensão e três disciplinas de graduação. (link abaixo).

UnB Virtual - clique aqui

Financiamento estudantil - FIES

          O Fies é uma linha de crédito concedida pelo MEC, que possibilita o empréstimo de até 70% do valor do curso para os alunos matriculados no nível superior, com taxas de juros de 9% ao ano e pagamento após a conclusão de todo o curso, num prazo equivalente a uma vez e meia a mais que a duração de seu curso.

          O Fies exige um fiador e limita o empréstimo a 60% da renda familiar. Entretanto existe a possibilidade de um segundo fiador com renda duas vezes maior que o valor da mensalidade, caso a renda familiar não comporte o empréstimo integral. Ligue 0800 55 0101.


Bolsa de Mestrado ou de Doutorado

          Os interessados em obter uma bolsa de estudo de mestrado ou de doutorado no país devem procurar diretamente a coordenação do programa de pós-graduação. A coordenação irá informá-lo sobre os procedimentos e requisitos para se beneficiar de uma bolsa da CAPES.

          Os programas de pós-graduação avaliados pela CAPES, com nota igual ou superior a 3, podem receber bolsas de estudo. Esses programas de pós-graduação stricto sensu - mestrado e doutorado - são responsáveis pela seleção e distribuição das bolsas de estudos da CAPES aos candidatos que atendem os requisitos estabelecidos. As bolsas são distribuídas através de convênio com a Instituição de Ensino Superior à qual o programa de pós-graduação está vinculado, no âmbito de um dos programas da CAPES abaixo relacionados:

          Instituições Públicas de Ensino Superior:

          Instituições Privadas de Ensino Superior:

          Nesses três programas a CAPES distribui mais de 11 mil bolsas de mestrado e mais de 5 mil de doutorado, o que corresponde a 50% das bolsas na pós-graduação brasileira.

          Os docentes e técnicos de Instituição Pública de Ensino Superior, bem como os docentes de Instituição Federal de Ensino Fundamental ou Médio e de Instituição Privada de Ensino Superior, deverão formar-se no âmbito do plano de qualificação docente de sua própria Instituição. Os interessados devem procurar sua Instituição para informar-se sobre os programas existentes para qualificação na pós-graduação stricto sensu. A CAPES participa do financiamento de algumas dessas iniciativas através de seus Programas Institucionais de Qualificação Docente.

Bolsa de Professor Visitante

          As Instituições de Ensino Superior interessadas em se beneficiar desse tipo de apoio deverão apresentar a candidatura do docente à CAPES, segundo as normas do Programa de Professor Visitante ( PPV ). Essa modalidade de bolsa é restrita a professores doutores, residentes no Brasil ou no exterior, e possui duração limitada.


- Cursos de Graduação a distância -

          Até setembro de 2007 existiam 102 cursos de educação superior à distância no Brasil (eram 23 em julho de 2003), sendo 28 na Região Sul, 39 na Região Sudeste, 05 na Região Norte, 20 na Região Nordeste e 10 na Região centro-oeste.  Os cursos são à distância e a única exigência é o comparecimento à universidade para a realização das provas.

          Verifique as leis e informações complementares a respeito no link abaixo:
http://portal.mec.gov.br/sesu/index.php?option=content&task=category&sectionid=7&id=100&Itemid=298

Tabela Periódica dos Elementos
(Clique no elemento desejado)

H

He

Li

Be

B

C

N

O

F

Ne

Na

Mg

Al

Si

P

S

Cl

Ar

K

Ca

Sc

Ti

V

Cr

Mn

Fe

Co

Ni

Cu

Zn

Ga

Ge

As

Se

Br

Kr

Rb

Sr

Y

Zr

Nb

Mo

Tc

Ru

Rh

Pd

Ag

Cd

In

Sn

Sb

Te

I

Xe

Cs

Ba

La

Hf

Ta

W

Re

Os

Ir

Pt

Au

Hg

Tl

Pb

Bi

Po

At

Rn

Fr

Ra

Ac

Unq

Unp

Unh

Uns

Uno

Une

Ce

Pr

Nd

Pm

Sm

Eu

Gd

Tb

Dy

Ho

Er

Tm

Yb

Lu

Th

Pa

U

Np

Pu

Am

Cm

Bk

Cf

Es

Fm

Md

No

Lr

Nome

Número

Peso

Derrete

Congela

Legenda

Metais

Elemento sólido, ótimo condutor de calor e de eletricidade.

Semimetais

Conduz o calor e a eletricidade muito bem, nao tanto quanto os metais mas bem mais que os não metais.

Não Metais

Quase não conduzem eletricidade e calor.

Legislação da Pós-Graduação

          Aqui, você recebe algumas informações básicas sobre autonomia universitária e a validade de diplomas obtidos no Brasil e no exterior. No caso de você necessitar de um maior detalhamento, sugerimos o site do  Conselho Nacional de Educação, órgão normativo do Sistema de Educação Nacional.

 

Autonomia universitária

            A Constituição Federal consagra a liberdade para aprender e ensinar e a gratuidade do ensino oferecido pelos estabelecimentos oficiais, entre outros princípios, listados no art. 205. A autonomia universitária não se sobrepõe às condições gerais da oferta de educação superior no território nacional, inspiradas no legítimo interesse da sociedade por um padrão de excelência satisfatório nos estudos desse nível (arts. 206, inciso VII, e 214, inciso III), fator preponderante para o Desenvolvimento Nacional. Este o substrato da necessidade do credenciamento Pelo Ministério da Educação, que, no caso dos Mestrados e Doutorados, é condição de validade nacional dos estudos realizados no Brasil. Sobre o tema, merecem destaque, ainda, as disposições constitucionais que se seguem:

"As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão". (art 207 caput.)

"O ensino é livre à iniciativa privada, atendidas as seguintes condições:

    1. cumprimento das normas gerais da educação;

    2. autorização e avaliação de qualidade pelo Poder Público." (art 209).

Validade nacional de diploma obtido no exterior

            Para gozar de validade no Brasil, o diploma conferido por estudos realizados no exterior deverá se submeter à reconhecimento por universidade brasileira que possua curso de pós-graduação avaliado e reconhecido, na mesma área do conhecimento e em nível equivalente ou superior (art. 48, da LDB). Assim, qualquer informação sobre critérios e procedimentos do reconhecimento (revalidação) deverá ser obtida junto à própria universidade, que os define, no exercício de sua autonomia técnico-científica e administrativa, observando as normas pertinentes.

             Mesmo os diplomas de Mestre e Doutor, provenientes dos países que integram o MERCOSUL estão sujeitos ao reconhecimento, pois apesar da edição do Decreto n.º 3.196/99, ainda não foram definidos critérios mínimos a serem observados nas avaliações de qualidade dos países membros, tampouco estabelecido sistema de informação dos cursos reconhecidos na origem, não sendo elemento seguro a simples menção feita no corpo do documento.

Validade nacional de diploma obtido no Brasil

            Diploma de Mestrado ou Doutorado outorgado por estudos feitos no Brasil somente gozará de validade nacional se o programa que lhe houver dado origem possuir prévio reconhecimento do Sistema Federal, decorrente de avaliação satisfatória. As instituições promotoras dos cursos autorizados comprovam esta condição também através da exibição do ato do Ministro da Educação, publicado no Diário Oficial.

            Quem ingressa em um curso de pós-graduação reconhecido tem a garantia de que o diploma que lhe será conferido, ao final, terá validade nacional, ainda que, durante os estudos, o curso perca o reconhecimento, por resultado insatisfatório em nova avaliação. Podem também se beneficiar dos efeitos do reconhecimento os estudantes que ainda não houverem concluído o curso, no momento da publicação do ato do Ministro da Educação.

            É importante saber que o reconhecimento do curso ocorre somente mediante solicitação da instituição que o promove e que estar funcionando há alguns anos não é suficiente para a presunção da regularidade.

            Informações sobre o trâmite de pedido de reconhecimento poderão ser obtidas, junto à Coordenação de Acompanhamento e Avaliação - Fone (61) 3410-8898 ou "caa@capes.gov.br" mediante indicação do número do respectivo protocolo.


FALE CONOSCO ==> CLIQUE AQUI